Sabe aqueles times que são tão diferentes, mas tão diferentes que não parecem que fazem parte da mesma empresa?

Na Agilidade, trabalhamos com times multidisciplinares porque sabemos que um time coeso de alta performance consegue ser muito mais produtivo e entregar muito mais valor para os clientes e organização. Mas como podemos criar times coesos?

Uma das formas de promover a colaboração e engajamento de um time é através da criação e estímulo de uma identidade própria.

Através de algumas teorias da Psicologia somado à minha experiência como facilitador, fiz um experimento para co-criar uma forma de dar nomes e identidades de times

Paradigma do grupo mínimo e a teoria das identidades

Na Psicologia existe uma metodologia chamada Paradigma do grupo mínimo e a teoria das identidades. Nelas, os autores Henri Tajfel e John Turner trazem alguns conceitos interessantes: de maneira resumida, eles afirmam que as comunidades sociais tendem a favorecer o endogrupo, ou seja, o time em que estão, ou pequeno silo, que se identificam, em detrimento ao exogrupo, ou seja, outros times ou outros silos.

O que isso quer dizer?

A hipótese que embasa essa dinâmica é a de que comunidades com identidades ou nomes  diferentes tendem a colaborar menos do que comunidades com identidades ou nomes compartilhados. 

Provavelmente os times que tiverem identidades completamente apartadas das demais terão o senso de colaboração menor. A dependência da maturidade dos membros será maior.

Se existem vários times atuando em conjunto para o mesmo propósito, parta do “comece por aqui” abaixo, e depois é só seguir. Se você quer só criar uma identidade para o seu time, comece da parte “Identidade do time”.

Team Building

Comece por aqui

  • Faça um levantamento de ideias sobre uma identidade macro. Alguma identidade que seja possível derivar. Ex.: Frutas, podemos derivar em inúmeras outras, maçã, laranja, uva e etc.
  • Em seguida faça uma votação para escolher qual dessa identidade macro é a que as pessoas mais se identificam.
  • Após a identidade escolhida comece a atuar time a time.

Identidade do time

  • Elenque que valores são importantes para cada membro do time: que valores eles levam em consideração na tomada de decisão em seu dia a dia? Ex.: Um designer chega com uma tela horrorosa, o que você faz? Qual decisão você toma? Diz que está feia, bonita ou não fala nada? Cada uma dessas atitudes levam em consideração um valor importante para você. Exemplo: Se eu levo em consideração a empatia, vou achar um jeito de me comunicar que leve em consideração o sentimento do outro. Se eu só me preocupo em ser honesto, eu digo a verdade de qualquer forma. Anote um por post-it e junte depois com todos do time.
  • Agora pergunte ao seu time quais desses valores individuais são importantes para eles como um time. Faça dot voting e escolha mais ou menos 5.
  • Escolhidos os valores, qual nome dá match com esses valores? Qual identidade? Tente linkar os valores com o nome, assim você estará atrelando os valores individuais aos valores do time e a um nome do time. Esse nome terá muito mais significado para eles.
  • Todos os membros sugerem vários nomes, em seguida faça dot voting novamente.
  • Pronto, nome escolhido!

Próximos passos

  • Pense em criar características de um time de alta performance a partir desses valores. Assim, o time começará a deixar explícito o que significa alta performance no contexto deles.
  • Em um conflito dentro do time, relembre os valores importantes para tomada de decisão, isso pode ajudar a solucionar o problema.
  • Faça reforço positivo sempre que alguma dessas características ou valores forem praticados.

Confira outros conteúdos que podem te interessar:

Radar Ágil e seus critérios – um diagnóstico da agilidade no seu time
Será que somos um time?
Espiral Positiva de Times de Alta Performance

Quer saber mais sobre esse tema? Veja mais práticas no treinamento de Certified Scrum Master (CSM) e outras técnicas importantes de facilitação no treinamento de Técnicas Ágeis de Facilitação!