Retrospectiva: Sentimentos e Caminhos

É grande o número de pessoas que reclamam da falta de engajamento da equipe nas retrospectivas. O papel do facilitador na cerimônia é guiar os participantes aos resultados desejados. Ajudá-los a criar, entender e aceitá-los. Portanto, também é dever do facilitador ser criativo. O modelo “Pontos Positivos”, “Pontos Negativos” e “Melhorias” não motiva mais nem o próprio Scrum Master. Criemos nós, então, novas maneiras de fazer retrospectivas. É com este princípio que criamos dinâmicas contextualizadas. Neste post apresentarei a retrospectiva “Sentimentos e Caminhos”.

“Construir projetos ao redor de indivíduos motivados. Dando a eles o ambiente e suporte necessário…” – Manifesto Ágil

Contexto

Estávamos, Lula e eu, em um time que passou por muitas experiências diferentes em um curto período de tempo. Percebi que existiam sentimentos variados no ar, e vi a necessidade das pessoas pensarem no time e em como estas estão se relacionando e lidando com os sentimentos uns dos outros.

“Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas” – Manifesto Ágil

A atividade

Passo 1

O primeiro passo é pedir para todos os participantes colocarem os sentimentos deste período em post-its. Um post-it por sentimento. Conforme os post-its vão sendo colados, nós, facilitadores, vamos agrupando os sentimentos parecidos no topo do quadro.

caminhoparaossentimentos_sentimentos

A facilitação visual é um passo importante para o engajamento dos participantes. Desenhos simples como círculos em volta dos grupos de post-its, ou mesmo um ícone que represente a palavra “sentimentos” são sutis, mas geram uma boa motivação.

Passo 2

No passo seguinte, desenhamos os membros do time na parte de baixo do quadro. Alguns palito-men mal desenhados garantem umas boas risadas. Entre o time e os grupos de sentimentos desenhamos caminhos e pedimos para em duplas ou trios os participantes colocarem em post-its menores quais foram as ações ou eventos que nos levaram àqueles sentimentos.

caminhoparaossentimentos

Os resultados geralmente são interessantes. Aparecem tanto eventos marcantes para todos quanto ações isoladas que afetaram individualmente um ou outro membro do time das quais poucos tinham conhecimento.

Passo 3

Passamos a partir daí a um bate-papo, refletindo em conjunto sobre quais destas ações/eventos foram as mais importantes, e traçando possíveis planos de ação.

Durante a execução da retrospectiva, inspeção e adaptação são as palavras-chave para o sucesso da facilitação.

“Em intervalos regulares, o time reflete em como ficar mais efetivo, então, se ajustam e otimizam seu comportamento de acordo.” – Manifesto Ágil

Geralmente as pessoas saem energizadas desta atividade e várias fichas caem durante ela. Comportamentos desejados são fortalecidos, e indesejados desincentivados. Uma boa atividade para entender como usar os sentimentos para atingir melhores resultados como equipe.

E aí, gostaram?

Aproveite e baixe o e-book de Retrospectivas Ágeis

Confira outras Retrospectivas para fazer com seu time:
Retrospectiva “Esquema Tático”, ou a famosa “Prancheta do Tite”
Retrospectiva Drucker
Retrospectiva: Documentação Abrangente X Comunicação Eficaz
Feedbacks Horizontais com Speedwraps