Quando o Time fica pronto? A resposta é: Nunca! Um Time Ágil está em constante formação. Entretanto,  ao longo desta jornada, alguns problemas surgem e atrapalham o desenvolvimento do grupo e a harmonia do trabalho. Removendo as pedras do caminho é uma dinâmica de retrospectiva na qual o Time expõe os problemas por ele percebido, priorizando quais desafios devem ser vencidos e traçando planos de ação para solução dos problemas mais relevantes. 

A dinâmica de retrospectiva

 

Desenhe em um quadro uma linha bem irregular. Esse será o caminho. No final do caminho, desenhe uma linha de chegada. Em seguida, mais ou menos no meio do quadro desenhe o Time. Desenhe algumas pedras no início do caminho e outras entre o Time e a linha de chegada.

Exemplo de quadro desenhado.

Exemplo de quadro desenhado.

As pedras ultrapassadas são todos os problemas que o time já teve e já foram superados. Elas não são o foco da dinâmica, mas ajudam na motivação das pessoas e evitam a Síndrome do Patinho Feio (o Time percebe tudo como problema e tem a sensação de que nunca conseguiu resolver nada).

Já as pedras no caminho são todos os problemas que atrapalham o time a chegar ao objetivo do Time de altíssima performance.

Peça para o time, em duplas ou trios, preencherem post-its dizendo quais são estas pedras. Um item por post-it. Deixe as pessoas escreverem livremente todos os problemas que elas acham relevantes.

Leia os post-its e tente agrupá-los por similaridade para que as pedras mais citadas se transformem em montanhas.

Em seguida, peça para as pessoas escolherem qual o problema mais importante na perspectiva delas. Gostamos de utilizar o Dot Voting para tal. O problema mais votado será o problema tratado.

Desenhe uma britadeira sobre a pedra mais votada e peça para o Time descrever o que é a britadeira. Esse será o plano de ação que removerá a pedra. Em seguida pergunte quem irá segurar a britadeira para quebrar a pedra (responsáveis pelo plano de ação). Deixe bem claro que estes voluntários não precisam necessariamente resolver o problema sozinhos. Eles devem, em um curto intervalo (1 Sprint), buscar entregar um incremento real que solucione um aspecto significativo do problema.

Caso o time seja grande, é possível escolher dois ou mais problemas. Todavia, perceba que quanto mais frentes forem abertas, maiores são as chances de desperdício de esforço e de não obtenção da solução. Pare de começar e comece a terminar.