No final de junho, a Knowledge21 participou do Regional Scrum Gathering no Rio de Janeiro. Aqui você confere um resumo de como foram os três dias do evento.

No estande da Knowledge21, preparamos diversas ações e brindes. Teve impressão de fotos publicadas no Instagram com a hashtag #K21TrueAgile, uma roleta recheada de brindes como pins, porta copos e camisetas K21, e sorteios de cortesias de treinamentos.

Além disso, fizemos algumas entrevistas com palestrantes, que reunimos neste post. Conversamos com eles sobre os temas de suas palestras e como a Agilidade está transformando pessoas e organizações.

A seguir, você confere os insights de nove palestrantes no SGRIO 2019. Vale assistir!

Avelar Leão: autonomia vs. bagunça

Avelar Leão é Agile Expert na K21. Na palestra “Autonomia vs. Bagunça”, ele falou sobre como a bagunça e o controle são situações confortáveis, e como a autonomia deve ser constante.

Outro ponto importante abordado em sua palestra foi a necessidade de não se apegar às regras e poder mudá-las pelo caminho. Para Avelar, quando pensamos em sair de um ambiente sólido e controlado, pensamos em ir para o outro extremo (totalmente descontrolado), mas isso é igualmente desconfortável.

Ele lembra que é importante definir regras e restrições, mas é preciso entender se aquela regra está fazendo bem ou mal, se aquela restrição está fazendo bem ou mal.

“Para cada cenário, cada empresa, cada nível de maturidade de cada indivíduo e dos times, você vai usar um conjunto de regras diferentes. E tem que ter uma inteligência para inspecionar se essas regras e restrições são boas ou ruins.”

Magno de Santana: começando pelo que mais importa

Agile Expert na K21, Magno de Santana deu uma palestra com o tema “Epicentro – A arte de começar pelo que mais importa”. Um dos principais pontos colocados por ela foi como as pessoas e organizações ficam preocupadas em saber o “como” e se esquecem do “porquê”.

“Quando analisamos as empresas, os times e até nós enquanto indivíduos, boa parte dos projetos que começamos, sempre começamos com o que poderíamos fazer e o que gostaríamos de fazer. Raramente começamos com o que devemos fazer.”

Avelino Ferreira: disfunções em times ágeis

Ao lado de Rodrigo de Toledo, fundador da Knowledge21, Avelino Ferreira, Agile Expert na K21, apresentou a palestra “Disfunções em times ágeis: um reino de mentiras”.

Eles mostraram mais de dez personagens que podem ser identificados nos times e que são nocivos ao desempenho da organização. Além de expor o problema, eles deram soluções de como tratar cada caso.

“A Agilidade pode mudar o mundo de várias formas. A primeira é parar de ter desperdício, parar de fazer coisas que ninguém usa e de gastar o tempo de vida das pessoas. Segundo, trazer valor, não um valor financeiro mas valor para a sociedade.”

Gisela Nogueira: Agilidade na Alterdata

Agile Coach e Gerente de Garantia de Qualidade na Alterdata Software, Gisela Nogueira apresentou a palestra “BDD na melhoria da qualidade dos produtos”.

Ela expôs toda a jornada de implementação da Agilidade na empresa, falou sobre a necessidade de aproximar o time do cliente e do propósito da organização, além da importância de focar no mindset ágil muito mais do que na ferramenta.

“Você tem que instaurar o mindset para depois implantar um método, um framework. Se você não entender o propósito, você não chega no fim. Vai acabar não tendo um resultado real ou o melhor resultado que você poderia ter.”

Breno Luz: Agilidade no RH do banco Itaú

“Transformação Ágil do RH de uma gigante” foi o tema escolhido por Breno Luz, Superintendente de RH do Itaú. Ele compartilhou seu desafio de mudar uma cultura tradicional de comando e controle, sempre se guiando pelo “porquê” da transformação.

Alguns conceitos valiosos abordados por ele foram a centralidade no cliente, escutar e construir com os times, desapegar das decisões e aceitar mudanças.

“Costumamos dizer que extraímos o melhor de cada um de nós lá dentro [do Itaú]. Estamos trabalhando muito na experiência do colaborador, e por trás disso tem uma agenda de autonomia, de simplificação dos processos, desburocratização, tornar o banco mais simples e mais agradável de trabalhar.”

Alexandre Amorim: desenvolvimento técnico e humano

A palestra de Alexandre Amorim teve como tema “Do desenvolvimento de software, uma atividade essencialmente humana, ao nascimento de um RH ágil”. Alexandre é Project Manager na FPF Tech, um centro tecnológico de pesquisa e desenvolvimento em Manaus.

Ele contou como descobriu que o desenvolvimento de software, que parece uma atividade tão técnica, é na verdade uma atividade humana. Alexandre também citou o conceito de Métricas Tóxicas difundido pela K21.

“Se conseguirmos difundir cada vez mais a cultura que descobrimos na Agilidade, ela vai mudar os ambientes de trabalho, mudar as pessoas, para entregar mais valor. Essa cultura que vai mudar o mundo.”

Mari Zaparolli: transformação organizacional

“Agilidade Organizacional: saia da inércia e conduza seus movimentos” foi o tema abordado por Mari Zaparolli, Gerente Geral de Governança Lean de Portfólio e Agile Coach no PagSeguro UOL.

Para promover a Transformação e escalar a Agilidade na organização, ela compartilhou algumas dicas, como reduzir o atrito, deixar claro papéis e responsabilidades, observar as lideranças, adotar a Agilidade ponta a ponta e redefinir as “regras do jogo”.

“Agilidade organizacional é cultura, são pessoas. Ao redor estão as práticas, e os resultados são consequência.”

Gabriel Nunes: Agilidade na BB DTVM

Gabriel Nunes é Agilista, SM e PO de projetos da BB DTVM. Sua palestra no SGRIO 2019 foi “Ágil melhora o óbvio. Você duvida?”.

Ele contou como foi o processo de implementação dos conceitos ágeis no ambiente de um grande banco brasileiro, mostrando como é possível melhorar o trabalho através da mudança de comportamento.

[A Agilidade pode mudar o mundo] permitindo que os problemas emerjam e sejam tratados com muita verdade e transparência. Por mais que seja dolorido, usar a verdade, ser transparente e permitir que o feedback seja um momento de elevação faz com que você alcance a Agilidade.”

Renato Santos: experiências com Agilidade no BNDES

Gerente no BNDES, Renato Santos lidera o grupo de facilitadores em métodos ágeis na Área de Operações e Canais Digitais. Sua palestra no SGRIO 2019 teve como tema “Experiências com Agilidade no BNDES”.

“Se você tenta mudar uma empresa toda ao mesmo tempo, é virar um transatlântico, não muda de rota facilmente. Isso leva tempo, é uma construção evolutiva, feita time a time, muitas vezes pessoa a pessoa. E nem sempre as pessoas estão dispostas a esperar esse processo de transformação.”

Acompanhe a K21 em outros eventos pelo Brasil e pelo mundo! É só ficar de olho no nosso Blog, nosso Canal do YouTube, Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin.